top of page

GP da Emilia-Romagna 2024: curiosidades, história e muito mais sobre a pista

Prova ocorre no mesmo palco no qual Ayrton Senna perdeu a vida há 30 anos


Escrito por Isadora Guerra


GP da Emilia-Romagna 2024
Último GP da Emilia-Romagna ocorreu em 2022. Fonte: Autoracing

A sétima etapa do mundial de Fórmula 1 ocorre neste final de semana, na primeira corrida na Europa. O Grande Prêmio da Emilia-Romagna vai ser disputado no Circuito de Ímola, na Itália, neste domingo (19/05), a partir das 10h (horário de Brasília). O GP ocorre no mesmo palco em que Ayrton Senna perdeu a vida há 30 anos. 


As atividades iniciam na sexta-feira (17/05), com o Treino Livre 1 a partir das 8h30 (Bandsports). Já o TL2 inicia às 12h do mesmo dia (Bandsports). No sábado (18/05), o TL3 começa às 7h30 (Bandsports) e a classificação às 11h (Band). No domingo (19/05), a largada está marcada para às 10h (Band). No streaming, a F1TV transmite todos os eventos.


Um pouco de história


GP da Emilia-Romagna 2024
Imola sediou o Grande Prêmio da Itália pela primeira vez em 1980. Fonte: Band

Imola (ou Autódromo Internacional Enzo e Dino Ferrari, como é conhecido desde 1988) teve sua pedra fundamental lançada em março de 1950. Estava pronto para testes em outubro de 1952, enquanto as corridas começaram no circuito em 1953. Imola sediou pela primeira vez uma corrida de F1 fora do campeonato, em 1963. 


Sediou o Grande Prêmio da Itália pela primeira vez em 1980. A partir de 1981, dividiu com Monza essa honra e, desde então, as duas pistas trabalharam juntas em perfeita harmonia, com Imola assumindo o famoso título de “San Marino” e sediando um total de 27 Grandes Prêmios até 2006. Retornou como sede do GP da Emilia-Romagna em 2020.


O circuito 


GP da Emilia-Romagna 2024
Pista tem apenas uma zona de DRS com ativação na reta dos boxes. Fonte: f1.com

Imola é um circuito rápido e fluido com algumas combinações de curvas complicadas que exigem mais precisão dos pilotos e estabilidade dos carros na entrada e contorno de curvas. Além disso, diferentemente dos circuitos mais atuais, Imola é uma pista mais estreita e tem áreas de escape menores, portanto costuma cobrar caro por qualquer erro de pilotagem. E para esse ano algumas áreas de escape estão com brita ou grama, o que pune ainda mais as escapadas da pista.


Tamanho da pista: 4.909km

Número de voltas: 63

Distância total: 309.049km

Curvas: 19

Última pole: 1:27.999 – Max Verstappen, pela Red Bull (2022)

Recorde de volta (corrida): 1:15.484 – Lewis Hamilton, pela Mercedes (2020)

Velocidade máxima: 298km/h

DRS: 1 zonas

DRS 1: detecção entre as curvas 15 e 16 e ativação na reta dos boxes

Pneus disponíveis: C3 (duros), C4 (médios) e C5 (macios)


Ao longo dos anos, o circuito foi remodelado várias vezes, mas mantém a natureza de fluxo rápido, o sentido anti-horário incomum e as famosas curvas de Piratella, Acque Minerali e Rivazza. O trecho da segunda parte da Rivazza até a chicane da Tamburello agora virou uma grande reta passando pelo novo complexo dos boxes.


Curiosidades


GP da Emilia-Romagna 2024
Gato Formulino, o “dono” do autódromo de Ímola. Fonte: Formulino no Instagram

Entre os moradores de Ímola, um merece destaque especial: o gato Formulino, o “dono” do autódromo. O simpático felino morreu em 2023, mas era visto com frequência nas provas de diversas categorias realizadas no circuito. E sempre foi uma atração, com direito a credencial VIP nos eventos.


Ímola recebe o GP da Emilia-Romagna desde 2020, mas já foi palco de outras etapas da Fórmula 1. Em 1980, foi o palco do GP da Itália, na única vez desde 1950 em que a prova ficou fora de Monza. Entre 1981 e 2006, recebeu o GP de San Marino, uma estratégia para que os italianos tivessem duas provas.


A prova entrou no calendário de 2020 como uma alternativa para que o campeonato, fortemente impactado pela pandemia da Covid19, fosse realizado. Naquele ano, 13 provas foram canceladas. Enquanto isso, os italianos tiveram três GPs: Itália (Monza), Toscana (Mugello) e Emilia-Romagna (Ímola).


O GP da Emilia-Romagna de 2020, por sinal, teve uma programação rara, com apenas dois dias de atividades e três sessões. No sábado, 30 de outubro, rolaram o único treino livre e a classificação. No domingo, 1º de novembro, foi a vez da corrida, com vitória de Lewis Hamilton (Mercedes).


O GP da Emilia-Romagna de 2023 foi cancelado em decorrência das fortes chuvas que inundaram o norte da Itália na ocasião. Assim, tornou-se um dos raros GPs de F1 que foram cancelados, a exemplo da Bélgica (1969), Bahrein (2011) e Rússia (2022), entre outros.


GP da Emilia-Romagna 2024
Vettel pilotou o MP4/8, último carro de Senna na McLaren, no Festival da Velocidade no Reino Unido, em 2023. Fonte: Divulgação

Oficialmente fora das pistas desde o fim de 2022, Sebastian Vettel retornará à F1 excepcionalmente neste fim de semana. E o motivo é mais do que especial: ele vai pilotar o MP4/8, último carro de Ayrton Senna na McLaren.


Será uma homenagem aos 30 anos da morte do brasileiro tricampeão, vítima de um acidente fatal no mesmo Autódromo Enzo e Dino Ferrari. O MP4/8 ajudou Ayrton a conquistar cinco vitórias na F1, dentre elas as mais marcantes no GP da Europa em Donnington Park e o GP do Brasil, no Autódromo de Interlagos.


Como foi em 2023


GP da Emilia-Romagna 2024
Verstappen venceu a corrida em 2022 com Perez em segundo e Norris em terceiro. Fonte: Getty Images

Não foi. A prova de 2023 não foi realizada devido ao clima chuvoso e dramático de todos os acontecimentos na região de Imola ano passado (enchentes e alagamentos). Assim, na última prova disputada (em 2022 no formato Sprint Race), Max Verstappen venceu as duas corridas do final de semana. Charles Leclerc e Sergio Perez completaram o pódio da Sprint, já Perez e Lando Norris fecharam o pódio da corrida principal. 


Fontes

Comments


Se inscreva para não perder nada!

Seja bem-vinda(o) ao mundo do Mulheres no Paddock! Obrigada por se inscrever!

bottom of page